JUNTANDO LETRAS

Nascemos sozinhos, morremos sozinhos, mas somente juntos podemos construir uma vida .

Textos


Um Novo Ciclo se Inicia.

Hoje parei para pensar na vida por alguns instantes. Muitas pessoas queridas estiveram comigo. Algumas marcaram muito a minha existência, pois me ensinaram a dar passos em direção ao meu progresso pessoal. Umas já se foram, ou seja, partiram para o andar de cima. Outras estão perto e longe... Muitas se embrenharam mundo afora e perdemos contato. Enfim, é a vida. A vida é assim mesmo. Percebi que muitos ciclos se fecharam e novos se abriram. Existiram momentos mágicos que eu chorei de alegria e momentos tristes que doeram e fizeram brotar, em mim, poças d'água de sofrimento. Aprendi, porém, que tudo isso me ajudou a crescer. Na alegria, aprendi sorrindo e na tristeza aprendi chorando. O importante é que estou viva e cheia de vontade de continuar. Vou seguindo em frente. Acho que a vida é como um livro que escrevemos. Temos que cuidar dos personagens que vão surgindo e ganhando força... Precisamos atentar para os detalhes que nos fazem aumentar nossa auto-estima, bem como nosso amor pelo próximo. Sinto que a cada página escrita, equivalente aos diversos ciclos que vivemos, linhas marcam nosso rosto e carimbam fortemente uma fase de nossa existência. Espero bem que o livro de minha vida, que estou a escrever, tenha um final feliz. Mas quero que esse final esteja num futuro bem distante, pois desejo ter alguém que cuide de mim e eu possa pedir: - Me coloque no sol? – Me tire do sol, pois está quente? – Me ajude a deitar na cama? – Leia esse livro para mim, pois minhas vistas estão cansadas?
Ah! Quero agradecer por cada momento, abençoar meus netos, quiçá, bisnetos e agradecer a DEUS por tudo que vivi. Quando, porém, eu deixar este plano, quero poder rever todos os meus amores que se foram… Quero encontrar todos, com a licença magnânima do Criador.
Enquanto isso não acontece, quero continuar a viver como alguém que ama, desama, é feliz por momentos, infeliz em outros, sofre em alguns, alegra-se, chora, sorri, vai e volta…
Quero escrever muitas e muitas páginas ainda, pedindo que meus amigos me compreendam e que os inimigos não me alcancem. Quero ver o sorriso inocente das crianças e a sorriso sábio e simpático dos idosos. Espero bem que eu plante muitas rosas e saiba segurá-las me desviando dos espinhos.
Enfim, que o SOL brilhe para todos e ilumine minha trajetória também, a fim de que eu consiga alcançar meus objetivos ao lado de todos que me são caros, bem como poder conhecer muito mais pessoas de valor por esse mundo de meu DEUS.
Por fim, quando eu fechar os olhos para a eternidade, quero levar comigo a certeza de que valeu a pena cada momento, cada tantinho de esperança, cada olhar, lágrimas e sorrisos, pois todos me farão, obviamente, chegar mais perto da grande energia universal, onde poderei habitar numa morada em que só o amor reside.
- MEG KLOPPER -

Aveiro/PT, 23 de Maio de 2013.

 
MEG KLOPPER
Enviado por MEG KLOPPER em 24/05/2013

Música: What a Wonderful World - Louis Armstrong

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras